Blog Zimobi

Você quer alugar o seu imóvel, mas não sabe quanto cobrar de aluguel? Aqui vamos explicar o que você deve considerar para calcular o valor do seu aluguel.

Como saber quanto cobrar de aluguel?

Para calcular sua cobrança de aluguel, leve em consideração os fatores:

  • Tempo para alugar
  • Preço de mercado
  • Localização
  • Tempo de uso do imóvel
  • Tamanho do imóvel
  • Infraestrutura
  • Particularidades
  • Preferências pessoais

Tempo para alugar

Seria a sua necessidade de alugar o imóvel rapidamente ou se não há problema em deixá-lo desocupado por algum tempo. Se você tem pressa e quer alugar o seu imóvel o quanto antes, é interessante considerar um valor mais acessível e atrativo.

Preço de mercado

Outro fator é o preço do imóvel no mercado. Para isso, você deve pesquisar os preços de outros imóveis na região em que o seu está localizado. Procure saber o valor do aluguel de outros apartamentos do prédio ou de casas semelhantes no bairro, considerando imóveis com tamanho e infraestrutura semelhantes a do seu.

Localização

A localização tem um peso importante no valor do aluguel.  Se a região é segura, o bairro oferece boa infraestrutura e há fácil acesso às ruas e avenidas principais, o preço será maior.

Já em relação à disponibilidade de serviços (mercado, farmácia, escola, transporte público etc), a lógica pode variar. No caso de imóveis de classe média (B e C), uma localização próxima a centros comerciais valorizará o imóvel, aumentando o aluguel. No caso de imóveis de classe mais alta, como condomínios de luxo, uma localização mais afastada, tranquila e residencial irá agregar valor ao imóvel.

Tempo de uso

A idade do imóvel e o tempo de uso influenciam na sua valorização pois os imóveis mais antigos tendem a gerar maiores problemas com infraestrutura ou deterioração, seja pela idade natural ou pelo uso. Tudo isso gera a depreciação do imóvel. Nesses casos, é importante fazer uma reforma. Manutenções periódicas, como pinturas, ajudam a conservar o imóvel, reduzindo a sua desvalorização.

Os imóveis novos são mais valorizados, pois tendem a ser projetados com uma estrutura moderna e aplicada às necessidades atuais dos moradores. E, além de serem mais atrativos, costumam apresentar menos problemas estruturais.

Tamanho

Geralmente, quanto maior o imóvel, maior o valor do aluguel. Mas, aqui, é preciso encontrar um equilíbrio entre o tamanho e a idade do imóvel. Isso porque imóveis maiores elevam o preço, mas eles costumam ser mais antigos – o que desvaloriza. Por sua vez, imóveis novos são mais caros, mas geralmente têm a desvantagem de serem menores.

Infraestrutura

Além do tamanho, é preciso considerar a infraestrutura do imóvel. Nesse item, o que conta é a área útil. Casas ou apartamentos com cômodos maiores e maior quantidade de quartos e banheiros, por exemplo, tendem a ter o aluguel mais alto do que terrenos com uma grande área verde, mas com uma casa pequena.

Além disso, diferenciais como elevadores, portaria 24h e salão de festas valorizam o imóvel e, portanto, elevam o preço do aluguel.

Particularidades do imóvel

É preciso considerar as características próprias do seu imóvel. Por exemplo, condomínios com áreas de lazer, apartamentos com varanda, churrasqueira, decorados, casas reformadas e com armários embutidos encarecem o aluguel.

A mobília é um fator muito importante na definição do valor do aluguel. Para se ter uma ideia, dependendo da qualidade e quantidade de móveis inseridos, os apartamentos mobiliados podem ter um aumento de cerca de 25% no valor.

Preferências pessoais

É importante levar em consideração as preferências pessoais dos futuros moradores. Apartamentos em andares mais altos, por exemplo, oferecem mais segurança e tranquilidade. Por isso, são mais valorizados pelas pessoas.

Do mesmo modo, imóveis com boa iluminação e ventilação são preferidos pelo público, já que o sol combate o mofo e a umidade, proporcionando mais saúde ao inquilino. Inclusive, imóveis que recebem incidência de sol pela manhã são ainda mais valorizados.

Como calcular o valor do aluguel?

Para facilitar veja algumas dicas de como fazer o cálculo do seu aluguel:

  • Baseie-se em valores de referência
  • Conheça o valor de venda do imóvel
  • Utilize uma calculadora de aluguel

Baseie-se em valores-referência

Para o tamanho do imóvel, você pode se basear nos valores do Custo Unitário Básico, calculado pelo Sindicato da Construção Civil.

Quanto à localização, você pode considerar a média de preços no mercado.

Já em relação à idade do imóvel, tome como base a taxa anual de 4% de depreciação de imóveis.

Conheça o valor de venda

Para saber quanto cobrar de aluguel, você pode começar considerando um percentual entre 0,3% e 0,5% do valor de venda do imóvel. Nesse valor, não entram taxas como IPTU e condomínio.

Por exemplo, se o valor de venda do seu imóvel é de R$ 500.000,00, o valor do aluguel será em torno de R$ 2.000,00.

Mas lembre-se: após esse cálculo, considere os demais fatores listados anteriormente. Eles são importantes, pois influenciam no valor final.

Utilize uma calculadora de aluguel

Outra dica é usar ferramentas como a calculadora de aluguel. Ao inserir alguns dados sobre o seu imóvel, você pode obter rapidamente uma noção do quanto cobrar de aluguel.

 

Dica Bônus: Como alugar mais rápido

Por fim, vale lembrar que, para alugar seu imóvel mais rápido, é importante usar ferramentas que melhorem o seu anúncio, deixando-o mais interessante e visivel para o maior número de interessados.

Para isso, você pode contar com a Zimobi. Aqui, você anuncia o seu imóvel podendo replicá-lo para os maiores portais de anúncios: OLX, Viva Real e Zap Imóveis, atraindo mais interessados para alugar seu imóvel.

Agora que você já sabe quanto cobrar de aluguel, é preciso mostrar seu imóvel aos interessados. Veja como fazer anúncios grátis de aluguel e encontre o inquilino ideal!