Blog Zimobi

Sete dicas para acertar na descrição do seu imóvel

Conquistar o coração de um possível inquilino para fazer uma visita depende de uma série de detalhes. Mas a primeira impressão é, sem dúvida, um dos pontos mais decisivos para o sucesso nessa missão. 

Por isso, é essencial ter uma descrição atraente e completa. É ali que a visita começa. E, assim como num tour presencial, você não vai querer que a pessoa entre no seu imóvel anúncio e se sinta cheia de dúvidas, certo? 

Não existem “fórmulas milagrosas” para criar boas descrições, afinal, não se pode aplicar a mesma solução para uma casa na praia e para barracões industriais. Então, o que fazer para criar descrições incríveis, sem fórmulas engessadas, para qualquer tipo de imóvel? Nós te contamos alguns macetes nas 7 dicas abaixo!

1. Capriche no título e fuja do óbvio

Para se diferenciar do mar de anúncios da internet, destaque a característica mais atrativa do seu imóvel. Poder ser o tamanho, a quantidade de banheiros, um jardim, número de vagas ou até mesmo o bairro e/ou cidade, se for o caso. Mas atenção: é preciso destacar apenas aquele ponto que é, de fato, o mais importante e que faz sentido para quem procura pelo perfil no qual seu imóvel se encaixa.

Exemplo: “Apartamento com 2 quartos e 2 vagas no Centro

2. Atenção às práticas do Google

A principal dica é pensar na lógica de quem pesquisa. Quais palavras as pessoas usariam para procurar seu imóvel? Selecione os principais termos e inclua em algumas partes do seu texto, especialmente no título. Mas, lembre-se: o excesso de repetição pode interferir na qualidade do seu texto e até gerar efeito contrário, atrapalhando o aparecimento do seu anúncio.

3. Direto ao ponto, mas com detalhes

Dependendo de qual for o perfil do imóvel, falar logo de cara que o local possui lareira, churrasqueira, ar-condicionado central, piso aquecido, chuveiro a gás ou piscina é clique na certa. Use adjetivos como confortável, agradável, amplo, espaçoso, entre outros. 

Não se esqueça de descrever em detalhes tudo o que favorece seu imóvel, desde quantidade de cômodos, vagas de garagem até fatores como iluminação, reformas realizadas, sistema de gás, elevador no prédio, entre outras.

4. Facilidades da região

Fale das vantagens de morar na localização do seu imóvel. Mas lembre-se de que cada pessoa tem uma necessidade diferente. É natural que um adulto aposentado queira explorar as redondezas do bairro a pé e valorize o sossego na hora de dormir, enquanto um jovem estudante tenha como prioridade morar perto da universidade, por exemplo. 

Para isso, analise o perfil de inquilino ideal para o seu imóvel.
Qual é o estilo de vida dele?
De que forma sua oferta pode ser perfeita para atender a essas necessidades? Utilize isso no texto! 

5. Localização

Aqui a dica é ir além da informação de bairro. As pessoas que procuram um local para viver ou trabalhar pretendem passar, no mínimo, bons meses no local. Por isso, traga, no seu anúncio, detalhes como áreas verdes, se tem ônibus, a facilidade de se chegar de carro, feiras aos domingos e outros detalhes. Afinal, o que diferencia o seu imóvel do bairro vizinho? Busque essa resposta antes de tudo!

6. Cuidado com os erros de português

ERAR É OMANO, mas é preciso ter cuidado. Dependendo do erro, seu anúncio pode passar uma imagem pouco profissional e até viralizar de forma negativa na internet. Revise e utilize os corretores automáticos do seu celular ou computador. 

7. Coloque-se no lugar do cliente:

Tenha certeza de que o que você escreveu ficou claro e fácil de ler. Para isso, leia, releia e otimize ao máximo. Peça a opinião de amigos e familiares. É uma forma de validar a efetividade da informação.

Quer anunciar aluguel grátis?

Siga a Zimobi nas redes